Derrame ocular: Tudo que você precisa saber sobre esse tipo de problema, está AQUI!

0
Derrame ocular: Tudo que você precisa saber sobre esse tipo de problema, está AQUI!

Você já deve ter visto uma macha vermelho vivo no olho de alguém ou mesmo ter se assustado ao ver no seu, você tem ideia do que pode ser? Esse tipo de sangramento no olho é conhecido como derrame ocular, derrame no olho ou mesmo sangue no olho.A causas são diversas e ele pode ocorrer até mesmo de forma espontânea.

Continue conosco e tire todas as suas dúvidas sobre o derrame ocular!

O que é Derrame ocular?

Os derrames oculares, hemorragias subconjuntivais ou hiposfagma são caracterizados pelo aparecimento de uma mancha vermelha de sangue dentro do olho, como consequência da ruptura de um dos vasos sanguíneos ou capilares da conjuntiva ocular.

Esse tipo de sangramento é algo relativamente comum e pode ter diversas causas por trás.  Ele ocorre na superfície do olho, abaixo da conjuntiva, por isso sua cor é um vermelho vivo.

O derrame ocular não deve ser confundido com o sangramento intraocular, que costuma ser associado a lesão de retina como retinopatia diabética, trauma ou deslocamento de retina.

Quando ocorre o sangramento intraocular, o paciente perde um pouco a visão, e deve procurar com urgência um oftalmologista especialista em retina.  Já quando ocorre a hiposfagma ou derrame ocular, na maioria das vezes, a causa não é certa e nem descoberta.

Porém, o que se sabe é que alguns fatores de risco podem contribuir para que ocorra o sangramento.

Entre os fatores que podem contribuir para que o derrame ocular aconteça estão: O aumento súbito de pressão arterial, vômito com violência e alteração na coagulação sanguínea.

derrame ocular imagem

Alguns casos raros também já registraram os cistos de conjuntiva, tumores de conjuntiva e amiloides conjuntivais.

A conjuntiva ocular é uma membrana muito fina que cobre o olho e pode ser descrita como uma espécie de tecido transparente, elástico e muito fino que cobre a esclerótica, que é a parte branca dos olhos.

A conjuntiva é muito importante para assegurar a boa saúde dos olhos, uma vez que esta membrana os protege e também lida com a área corneana.

As hemorragias ocorrem quando um ou mais dos vasos sanguíneos (capilares) que contêm essa fina camada, se rompem e provocam a aparência de manchas vermelhas.

Causas

Como citamos, as causas do derrame ocular são diversas. Pode ocorrer também dele acontecer sem nenhuma causa específica.  Porém, as causas mais comuns para que ele aconteça são:

  • Aumentos repentinos na pressão arterial causada por espirros ou tosse forte que faz com que os capilares se quebrem;
  • Ingestão de medicamentos com capacidade para alterar a coagulação sanguínea;
  • Menos frequentemente, mas pode ocorrer devido a hipertensão (pressão alta ou acima da média) ou em pacientes com diabetes;
  • Choques ou traumatismos no olho. O trauma não precisa ser muito forte, porque mesmo o simples ato de esfregar os olhos com força pode desencadear esses pequenos derrames de sangue no olho.

Sintomas do derrame ocular

O derrame ocular pode vim acompanhados de alguns sintomas e sinais, os mais comuns são ardência no olho, sensibilidade à luz, visão embaçada ou turva, dor, secreção ocular e outros.

Esses sintomas nem sempre estão presentes, mas podem aparecer devido o que levou o derramamento no olho.

Geralmente, não há mais sintomas do que já mencionamos. Na maioria dos casos, estas manchas vermelhas são acompanhadas de desconforto leve, como sensação de incômodo ou irritação.

Tipos

O derrame ocular pode se apresentar em diferentes tipos, que são:

  • Hemorragia ocular
  • Hemorragia subconjuntival
  • Hemorragia vítrea
  • Hifema

derrame ocular imagem

Tratamentos

Devido à sua natureza inócua e à ausência de sintomas importantes, além da cor vermelha de sangue, e ao máximo algum desconforto no olho, que pode ser facilmente aliviado.

Não há tratamentos padronizados que geralmente são indicados por oftalmologistas para derrames osculares.

Para o desconforto e ardência que pode ocorrer no olho, apenas o uso de soro fisiológico já é o suficiente.

De qualquer forma, no caso de sofrer um derrame ocular com essas características, e especialmente se esses derrames oculares tendem a se repetir periodicamente, é aconselhável verificar a pressão arterial frequentemente, uma vez que, como já citamos, pode ser devido a alguma irregularidade, como a hipertensão arterial.

De toda maneira, não há necessidade de preocupação excessiva com o derrame ocular, embora a cor vermelha da esclerótica possa ser impressionante, na realidade, não é grave e temporário.

Que tal saber mais sobre os problemas oculares? No texto sobre Conjuntivite, você vai saber o que deve fazer para cuidar dos seus olhos!

Gostou do assunto? Deixe seu comentário!

Recomendamos para você:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *