Herpes Zoster: Saiba tudo sobre essa doença!

0
Herpes Zoster: Saiba tudo sobre essa doença!

A maioria das pessoas já ouviu falar de Herpes labial e genital, mas pouco se fala sobre o tipo Zoster, que é tão comum quanto os outros dois tipos.

Mais conhecido como cobreiro (ou zona), o Herepes Zoster também se caracteriza por bolhas dolorosas no local afetado, e costuma aparecer apenas de um lado do corpo, trilhando um caminho de bolhas que acompanham algum nervo ou raízes nervosas, e apesar de afetar pessoas de todas as idades, é mais comum em crianças em idade escolar ou idosos.

Veja a seguir todas as informações sobre o Herpes Zoster, para você aprender como se pega, como prevenir e tratar, se tem cura, vacina, se pode matar e muito mais.

Como se pega Herpes Zoster?

O Herpes Zoster é uma inflamação viral, ou seja, é causado por um vírus chamado Varicela-zoster (o mesmo que provoca a catapora, também conhecida como varicela). Quem teve catapora pode “guardar” o vírus incubado por anos e depois desenvolver o Herpes Zoster, que assim como o Herpes Labial e o Herpes Genital, também é contagioso, podendo ser transmitido de pessoa pra pessoa através do contato físico e do uso de objetos pessoais, como roupa e toalha, por exemplo.

É importante dizer que o Herpes Labial e o Herpes Genital são causados por outros vírus, e que os 3 tipos são chamados de Herpes pelos sintomas e a aparência, como falaremos a seguir. 

Sintomas Herpes Zoster

Os primeiros sintomas do Herpes Zoster são os mesmos dos outros tipos de Herpes (Labial e Genital): um pouco de formigamento e dor no lugar que vão aparecer as lesões e, em alguns casos, pode acontecer febre baixa no primeiro dia, que é chamado de período de incubação. Depois de dois dias começa a aparecer um vermelhidão no local afetado e só então aparecem as bolhas com água, que são as vesículas que contém o vírus, já no período do vírus ativo.

Esse vermelhidão e as bolhas só aparecem de um lado do corpo (direito ou esquerdo) e não passam do meio do corpo ultrapassando para o outro lado, e geralmente começa nas costas e vai caminhando em direção ao peito ou barriga, mas também pode aparecer no rosto (também de um lado só).

O Herpes Zoster também pode provocar uma dor intensa chamada nevralgia exatamente no local em que a lesão apareceu, por conta da sua inflamação, principalmente em pessoas de mais idade (acima dos 50 anos).

Se a pessoa afetada estiver com boa saúde, em cerca de uma semana todos os sintomas (assim como as feridas) já terão desaparecido.

herpes zoster

Como prevenir?

Além de evitar o contato direto com a pessoa afetada com o vírus ativo (com as lesões e bolhas), quem teve um episódio de Herpes Zoster pode prevenir outras manifestações tomando comprimidos como o Aciclovir, Androcortil, Betametasona, ou outros antivirais (de acordo com a indicação médica), que além de prevenir o aparecimento das lesões, também evita a nevralgia, que causa dor intensa.

A vacina contra a catapora, que as crianças tomam gratuitamente em postos de vacinação, também podem ajudar a prevenir o Herpes Zoster, apesar de ainda não terem estudos suficientes que provem isso.

Vamos falar mais sobre a vacina específica contra o Herpes Zoster a seguir.

Tem vacina?

Sim, existe uma vacina contra o Herpes Zoster no Brasil desde 2014, chamada Zostavax. Essa vacina é aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e geralmente é receitada para pessoas acima de 50 anos, que é a fase que as pessoas tem um risco maior de desenvolver a doença, ou crianças com certos tipos de leucemia e de linfomas, por conta da baixa imunidade.

Além de reduzir um pouco a possibilidade de reativação do vírus, essa vacina previne a incidência da nevralgia pós-herpética(fase crônica do Herpes Zoster) e seus quadros dolorosos.

É importante dizer que esse texto é apenas informativo, e que não indicamos a automedicação e nem a vacinação sem o acompanhamento de um médico.

Veja também um vídeo sobre o Dr. Drauzio Varela sobre a Herpes Zoster:

Tem cura?

Assim como acontece com o Herpes Labial e Genital, também não tem cura para o Herpes Zoster, apesar de o tratamento e a vacina poderem evitar que ele aconteça e prevenir os sintomas e as complicações, como a nevralgia pós-herpética.

Herpes Zoster pode matar?

O Herpes Zoster é particularmente perigoso em idosos, que já estão com a imunidade baixa, e o tratamento medicamentoso e as dores crônicas podem piorar bastante a qualidade de vida deles, e até mesmo a morte.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *