Cisto no ovário: Descubra as informações necessárias sobre esse problema de saúde!

0
Cisto no ovário: Descubra as informações necessárias sobre esse problema de saúde!

A presença de cisto no ovário é sempre uma preocupação nas mulheres, mas não é sinônimo de problemas mais graves. Pode ser uma adversidade de ser tratada e, por isso, o melhor a se fazer é ir ao médico, descobrir a causa desse cisto e começar o acompanhamento ou o tratamento de forma imediata.

Neste texto, você vai entender como o cisto no ovário atinge o corpo da mulher, os seus perigos e as formas de tratamento. Veja tudo isso e muito mais nos próximos tópicos!

O que é Cisto no ovário?

O cisto no ovário é uma ou várias bolsas que podem ser líquidas ou semi sólidas que se formam dentro ou fora da região do ovário. Essas bolsas podem ocorrer por diversos motivos e aparecer em momentos variados.

A existência do cisto não é sinônimo de um problema de saúde, já que boa parte deles não causa nada à mulher, nem dor, nem sintoma algum. Porém, em casos mais específicos é preciso caprichar no tratamento para evitar situações mais graves.

Ele aparece normalmente em mulheres na fase adulta e de alta fertilidade, ou seja, entre 20 e 35 anos. Também pode acontecer na época da menopausa.

Causa dor?

O cisto no ovário pode sim causar dor e, nesses casos, é preciso fazer o tratamento para que você se livre desse sintoma que é bem incômodo.

A dor é causada por alguns outros sintomas que é o aumento do próprio cisto no ovário, sangramentos, o rompimento da bolsa, colisão no ato sexual e a torção que pode ocorrer nele mesmo ou nas trompas de Falópio.

Os tipos de dor são os mais variados possíveis: pode doer na região pélvica, onde está o cisto, também a dor pode aparecer no momento das relações sexuais e até na hora de evacuar. Em alguns casos, dói também na época do período menstrual.

mulher com Cisto no ovário

Quais são os principais sintomas?

O principal sintoma do cisto no ovário é exatamente a dor. Na verdade, as dores que ocorrem em diversas situações e em locais completamente diferentes. Além disso, o crescimento do cisto é um sintoma preocupante, já que pode indicar outros problemas mais graves.

O cisto no ovário também pode causar inchaço na região do abdômen e náuseas. Ao aparecer qualquer sintoma, vá imediatamente ao seu ginecologista para descobrir o problema e a gravidade dele no seu corpo.

Tem tratamento?

Muitas das vezes é desnecessário o tratamento, porque o cisto desaparece com o passar do tempo. Nesses casos, é feito apenas o acompanhamento médico até que o cisto no ovário seja completamente destruído.

Porém, existem casos em que é preciso iniciar rapidamente o tratamento para evitar o crescimento desordenado do cisto que pode causar problemas mais graves. Nesses casos são feitos dois tipos de estratégias. A primeira delas é fazer com que a mulher tome anticoncepcional regularmente, porque o hormônio faz com que não sejam formados novos cistos no ovário.

Além disso, é indicada a cirurgia para a retirada total do cisto do ovário. Porém, essa opção é feita apenas em última instância, quando médico observar que não há outra forma de realizar o tratamento.

Na situação de que o cisto no ovário seja, na verdade, um tumor, é preciso remover os dois ovários para acabar de vez com a doença.

O cisto no ovário atrapalha quem quer engravidar?

Sim, o cisto no ovário pode dificultar a gravidez, mas ele não impede que ela ocorra. Como você já vai estar fazendo tratamento com o seu médico, o próprio acompanhamento vai ser uma boa ajuda para que essa gravidez ocorra.

Como é a cirurgia?

A cirurgia é bem delicada, por isso só pode ser feita se não tiver outra opção. O médico vai ter que tirar apenas o cisto do corpo da mulher, sem tocar no ovário para que ele não seja danificado ou lesionado.

Caso o problema seja mais grave, como um tumor maligno, o cirurgião vai ter que retirar totalmente os ovários para evitar qualquer disseminação do câncer pelos outros órgãos da mulher.

É preciso sempre fazer os exames periódicos e visitar o seu ginecologista com frequência para evitar o aparecimento e o desenvolvimento de problemas como o cisto no ovário. Se tiver ainda restado alguma dúvida, deixe o seu comentário aqui embaixo!

Você Também Irá Curtir

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *