Diabetes gestacional: Quais são os riscos? Sintomas? Veja tudo aqui!

0
Diabetes gestacional: Quais são os riscos? Sintomas? Veja tudo aqui!

Como o próprio nome sugere, a diabetes gestacional acontece durante a gestação (geralmente a partir do 3º trimestre de gravidez), e assim como a diabetes, é um sinal de que os níveis de açúcar no sangue estão altos.

Durante a gravidez acontecem várias alterações hormonais, e a diabetes gestacional é causada pelos hormônios da placenta, que aumentam os níveis de açúcar de mais de 150 mil mulheres grávidas por ano só no Brasil, ou seja, é um problema muito comum.

No artigo de hoje vamos explicar os riscos da diabetes gestacional para a mulher grávida e o bebê, os sintomas que ela apresenta, se tem cura e se existem formas de evitar esse problema, como é feito o diagnóstico e o tratamento, e tudo mais que você precisa saber sobre a diabetes gestacional.

Riscos da diabetes gestacional

É muito comum que a diabetes gestacional suma depois do parto, ou seja, a mulher não se torna diabética depois da gravidez, mas apesar disso, ela oferece alguns riscos para a mulher e para o bebê, e por isso, após o diagnóstico ser feito, o pré-natal é considerado de alto risco.

Durante a gravidez, os riscos da diabete gestacional são:

  • Rompimento da bolsa antes da data
  • Parto prematuro
  • Aumento do risco de pré-eclampsia (pressão alta)
  • Desenvolvimento da síndrome da angústia respiratória, que é a dificuldade para respirar ao nascer
  • Desenvolvimento de doenças cardíacas no bebê
  • Hipoglicemia no bebê após o nascimento
  • Aumento do risco de obesidade infantil

Os maiores riscos da diabetes gestacional depois da gravidez é desenvolver diabetes mellitus tipo 2 em cerca de 10 a 20 anos e também de sofrer com a diabetes gestacional numa outra gravidez, mas isso acontece normalmente em casos onde o problema não é diagnosticado e tratado de forma adequada. Vamos falar sobre o tratamento da diabetes gestacional a seguir.

Sintomas diabetes gestacional

Na maioria dos casos, a diabetes gestacional não apresenta nenhum sintoma, e por isso é importante fazer um exame de glicemia durante a gestação para que o diagnóstico seja feito logo no começo e a diabetes gestacional possa ser tratada e controlada.

Mas, quando existem sintomas, os mais comuns são:

  • visão turva
  • aumento da vontade de urinar
  • muita sede e / ou fome
  • cansaço
  • inchaço nas pernas e nos pés
  • candidíase ou inflamação urinária.

sintomas diabetes gestacional

Diagnóstico

Para fazer o diagnóstico o médico obstetra pode solicitar exames como:

  • Glicemia de jejum: que não deve ultrapassar 85 mg/dl na gestante;
  • Exame da curva glicêmica a partir das 22 semanas de gestação.

O exame para diagnóstico da diabetes gestacional é feito com necessidade de  jejum de 8h, e são retiradas duas amostras de sangue: Uma logo após tomar Dextrosol no laboratório ou clínica de análises clínicas, e a outra depois de 1 hora e 2 horas de espera.

Como deve ser o tratamento da diabetes gestacional?

O tratamento da diabetes gestacional vai depender dos valores de açúcar no sangue, e pode ser indicada apenas uma dieta adequada (reduzindo o carboidrato), indicação de exercícios físicos ou ser feito o uso de remédios, como hipoglicemiantes orais ou insulina.

Durante a dieta do tratamento da diabetes gestacional a grávida deve evitar comer doces, frituras, manteiga e chocolate, e tomar refrigerante e sucos industrializados, por exemplo.

É importante dizer que não recomendamos a automedicação, principalmente durante a gravidez, e que todo tratamento deve ser indicado apenas pelo seu médico de confiança, sendo esse artigo apenas informativo.

Como evitar?

Apesar de a diabetes gestacional quase sempre estar relacionada às alterações hormonais normais da gravidez, como falamos anteriormente, existem algumas formas de evitar a diabetes gestacional, e quase todas estão relacionadas à alimentação saudável.

Além de controlar a alimentação durante a gravidez e ir ganhando peso de forma moderada, estar no peso ideal antes de engravidar, fazer exercícios físicos regulares e fazer o pré-Natal são outras maneiras de evitar a diabetes gestacional e todos as complicações que ela pode trazer.

Tem cura?

Sim. Como falamos, é comum que a diabetes gestacional suma naturalmente depois da gravidez, mas ela também pode ser controlada e curada ainda durante a gravidez, eliminando os riscos que citamos anteriormente tanto para a mulher quanto para o bebê.

Por isso lembramos que é importante realizar os exames que vão dar o diagnóstico correto durante o pré-natal e seguir as orientações médicas de forma correta.

Você Também Irá Curtir

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *