Autismo: Leia todas as informações sobre esse transtorno!

0
Autismo: Leia todas as informações sobre esse transtorno!

Há muito preconceito e achismos quando o assunto é o autismo. Esse transtorno, como é classificado pela Organização Mundial da Saúde, gera mais problemas por conta da falta de conhecimentos sobre o que ele é.

Ao entender de verdade o que é o autismo é muito mais fácil lidar com ele e saber resolver problemas de pessoas com essa dificuldade.

Nos próximos tópicos, você vai entender o que é o autismo de verdade, sem preconceitos, sem falácias e mentiras. Preste bastante atenção, porque mesmo que você não tenha um parente ou filho nessa situação, pode ser que exista algum colega de classe do seu pequeno que seja autista e precisa dessa ajuda para conseguir viver bem e feliz em sociedade!

O que é o Autismo?

O autismo que também é conhecido como Transtorno do Espectro Autista (TEA) é uma série de dificuldades, que podem ser pequenas ou mais graves, nas áreas de sociabilidade, linguagem, comunicação e interação.

Esse problema ataca já na infância o que é a maior dificuldade, já que as crianças não conseguem se sociabilizar em uma época da vida que isso é muito importante e muito comum de se acontecer.

Só no Brasil, por exemplo, são de 2 milhões de crianças que possuem esse transtorno e passam por dificuldades, principalmente, relacionadas ao preconceito de pessoas que não possuem conhecimento a respeito do assunto.

A questão do autismo passa por uma série de estudos que ainda são inconclusivos, ou seja, não se sabe a causa dese problema, se é genético, se é alguma disfunção no sistema cerebral, ou outro motivo qualquer.

Isso atrapalha no tratamento e também nas tentativas de se encontrar uma cura para o transtorno.

Porém, é possível e cada vez isso fica mais claro que crianças, adolescentes e adultos com autismo consigam ter uma vida saudável, feliz e até mesmo com uma sociabilidade bem maior do que quando descobrem ter o autismo.

autismo

Sintomas

Os sintomas do autismo estão todos relacionados à dificuldade da criança se relacionar com outras pessoas. Algumas não conseguem conversar, outras têm dificuldade em ler, escrever, desenhar, outras se sentem mal ao terem contato físico com outras pessoas, como abraçar e beijar. Enfim, existem níveis de autismo.

Cada paciente tem sintomas completamente diferentes, mas todos relacionados à sociabilidade.

Outro sintoma que alguns autistas possuem são os comportamentos repetitivos. Eles fazem ações como organizar e reorganizar materiais e brinquedos a toda hora, bater palmas a todo momento, repetir palavras e sons por várias vezes, entre outros.

Quando a criança observa que as coisas não estão do jeito que ela quer, como uma fila de brinquedos ou a insistência para que ela conviva e se sociabilize com outras crianças, ela tem alguns ataques de fúria, de estresse, de raiva mesmo.

Por isso, tratar o autismo como frescura ou uma simples timidez é piorar a situação daquela criança que já sofre muito por ter esse transtorno e sofre mais ainda por conta da falta de conhecimento, do preconceito, da insistência de adultos em tentar mudar a forma como ela vê o mundo na marra.

Características do Autismo

A criança com autismo ela tem várias dificuldades de se sociabilizar. Essas são as principais características. Mas também não é porque seu filho tem uma timidez exacerbada que ela é, automaticamente autista.

Quem pode dar o diagnóstico são os profissionais da área: psiquiatra e psicólogo.

Se você perceber que o seu filho possui algumas dessas características, antes de diagnosticá-lo por conta própria, leve ao médico, ao psicólogo, que esses profissionais vão fazer os exames e os testes corretos para definir se a criança é realmente autista ou não.

Graus

O autismo é divido pelos órgãos de psicologia e psiquiatria em graus diferentes. Tem o nível 1, o 2 e o 3.

O 1 é o mais leve, em que a criança tem uma pequena dificuldade de interação social, mas que consegue se comunicar, a depender da relação que tem com aquela outra pessoa ou criança. Ela também possui algumas dificuldades de estudo, planejamento, organização e tem um comportamento inflexível.

As crianças com o autismo grau 2 tem um deficit mais elevado nas interações sociais e não conseguem interagir mesmo com recebem apoio para tentar mudar isso. Elas são mais inflexíveis, não conseguem lidar muito bem com mudanças que vão em desacordo com a organização delas, além de apresentarem comportamentos repetitivos mais frequentemente.

O grau 3 é o mais grave, quando as crianças não conseguem, de forma alguma, se comunicar com ninguém. Não gostam de ser tocadas, vivem isoladas e tendem a ter muitos comportamentos repetitivos.autismo

Como lidar?

O respeito tem que ser a palavra-chave. Se o seu filho não gosta de abraços, não insista em abraçá-lo. Use jogos e brincadeiras que atraem a atenção dele para criar um certo vínculo. Peça ajuda e faça parte da terapia e da análise com o psicólogo para entender como lidar com a situação.

Cada autista é de um jeito. Não exite uma fórmula pronta para lidar com a situação. É preciso entender como o seu filho age para aprender a se sociabilizar com ele.

Tem tratamento?

O autismo não tem cura, não se sabe se quer a causa desse transtorno, mas há tratamento sim e a maior parte dele não é medicamentosa. Na verdade, tende cada vez mais a não se utilizar nenhum tipo de medicamento para essa dificuldade.

A criança vai passar por melhoras por conta do tratamento estritamente psicológico e você que tem filho autista também precisa fazer esse tratamento junto para aprender a lidar corretamente com a situação.

Inclusão

É obrigação das escolas, das empresas e de todas as organizações lutar e oferecer a inclusão devida para pessoas com autismo. Por isso, a presença de psicólogos, pedagogos e professores preparados é essencial em toda e qualquer instituição.

É hereditário?

As causas do autismo ainda não foram descobertas. Não se sabe se pode ter alguma origem genética.

Autismo tem cura?

O autismo não tem cura, mas o tratamento ajuda a criança a se tornar um adulto com melhor sociabilidade e que consiga viver tranquilamente com as suas dificuldades, feliz, trabalhando, como qualquer outro ser humano.

Leia mais conteúdo no texto sobre Sonambulismo!

Se conhece alguém que precise desses esclarecimentos sobre o autismo para acabar com o preconceito que possui, compartilhe este texto com essa pessoa!

Você Também Irá Curtir

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *