Doação de sangue: Quem pode doar? Saiba tudo sobre esse ato solidário!

0
Doação de sangue: Quem pode doar? Saiba tudo sobre esse ato solidário!

A doação de sangue é considerada um ato nobre e solidário. No entanto, nem todo mundo pode ser doador. Existem alguns requisitos para realizar a doação de sangue, como por exemplo, ser maior de dezesseis e menor de sessenta e nove anos de idade.

Uma pessoa nunca poderá doar sangue se já teve ou tem malária, doença de chagas, HIV, alguma espécie de câncer, complicação para coagular o sangue, entre outros problemas.

Quem desejar ser doador de sangue precisa se dirigir a um hemocentro e realizar um cadastro e análises clínicas.

Quem pode doar sangue?

A doação de sangue acontece quando uma pessoa de forma voluntária segue até um centro capacitado e doa seu sangue para ser utilizado em outras pessoas por meio de transfusões. Mas para fazer uma doação de sangue é preciso atender alguns requisitos. É necessário:

  • Estar bem de saúde;
  • Ter idade entre 16 e 69 anos;
  • Ter peso superior a 50 quilos;
  • Fazer uma refeição saudável e leve horas antes da doação;
  • Não pode estar grávida;
  • Apresentar documento com foto;
  • Acatar o período estabelecido entre doações;

A utilização de alguns remédios impossibilita a doação provisoriamente ou permanentemente.

doação de sangue bolsas

E se a pessoas tiver tatuagens?

Quem possui tatuagem e quer fazer uma doação de sangue, poderá fazer sem problemas, desde que essa tatuagem não tenha sido feita a menos de um ano.

Fica proibido uma pessoa que fez tatuagem com menos de doze meses, doar sangue. Conforme o Ministério da Saúde, esse período é preciso porque o indivíduo pode adquirir alguma doença ou vírus no momento de realizar a tatuagem.

No decorrer dos doze meses o vírus pode ficar latente sem mostrar nenhum sinal. Após esse período estipulado, raramente algum vírus sobrevive. Por isso a regra da doação de sangue para os tatuados.

Para doação de sangue ganha atestado?

Sim. O trabalhador ou estudante que doa sangue tem direito a um dia de dispensa para doar sangue. O artigo 473 da CLT esclarece que o funcionário pode se ausentar do trabalho, sem sofrer qualquer dano no salário, por 1 dia a cada doze meses.

O atestado é válido apenas para aquele dia específico. Da mesma forma, esse direito se concede a funcionários públicos. É importante lembrar que, a lei não obriga o funcionário comunicar o patrão sobre aquele dia para doação de sangue, e por esse motivo, o patrão não pode rejeitar o atestado.

Precisa de fazer agendamento?

Não. Para realizar a doação de sangue não é necessário fazer antes um agendamento, ou seja, qualquer pessoa que se encaixa no perfil de doador pode se dirigir até um hemocentro para realizar a doação. Entretanto, existe a opção de agendamento para assegurar um atendimento rápido e eficaz.

De modo geral, o agendamento é realizado por um telefone e os dias de funcionamento são de segunda a sábado.

Porém, o agendamento é necessário porque aos sábados o número de coleta disponível é limitado. E normalmente as pessoas que têm suas ocupações durante a semana, deixam para doar no sábado. O agendamento também é preciso para que o doador saiba o horário de funcionamento e os documentos necessários.

doar sangue

É permitido fazer a doação de sangue durante a amamentação?

Sim, é permitida a doação de sangue durante a amamentação mais com uma ressalva, a criança precisa ter um ano de vida. Isso quer dizer que, a doação de sangue só pode ser feita por uma lactante, doze meses depois do parto.

O prazo de doze meses é um tempo preciso para que os exames possam identificar alguma contaminação no decorrer da gravidez ou no decorrer do parto, além de ser mais fácil detectar variações no sangue.

Como funciona o procedimento?

Para quem deseja doar sangue é necessário ir até um hemocentro com a documentação de identificação e fazer um cadastro individual. Logo em seguida, são feitas triagens clínicas e exames rápidos, além de examinar a pressão arterial e os batimentos cardíacos. O doador também tem seu peso conferido.

Depois, é feita uma breve entrevista para colher informações, como por exemplo, sobre a atividade sexual, última vez que esteve doente, utilização de drogas e outros assuntos.

Depois de tudo aprovado, o doador doa sangue por quinze minutos, tempo suficiente para encher uma bolsa de 450 ml. No final de todo esse processo, o doador ganha uma pequena refeição. Todo o procedimento é seguro e de graça.

Recomendamos para você:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *