Fluoxetina: Tudo que você precisa saber sobre esse medicamento.

0
Fluoxetina: Tudo que você precisa saber sobre esse medicamento.

Fluoxetina é um medicamento antidepressivo que aumenta as concentrações de serotonina. Conhecido como o “hormônio da felicidade”, a serotonina é uma substância que ajuda a manter o equilíbrio mental e por isso é indicado para: Casos de depressão (associada ou não à ansiedade); Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC); Ansiedade; Bulimia nervosa; Irritabilidade; Disforia (mal estar causado pela ansiedade);  Em alguns casos de TPM e TDPM (Transtorno Disfórico Pré-Menstrual).

É vendido comercialmente como Prozac, Daforin, Fluoxetine, Fludac, Eufor 20 ou como medicação genérica com o nome da sua substância, Cloridrato de Fluoxetina.

A dosagem de cada comprimido pode variar de 10mg a 20mg . Existem embalagens com 14, 20, 28, 30 ou 60 comprimidos. Também existe a versão em gotas de 20ml e 30ml. A dosagem ideal depende do caso a ser tratado e é recomendada de acordo com a avaliação médica.

Fluoxetina engorda ou emagrece?

Um dos efeitos colaterais do uso da Fluoxetina é a perda do apetite, o que faz com que o paciente não se alimente da forma correta e emagreça. Porém, o funcionamento do organismo varia de pessoa pra pessoa e existem relatos de pessoas que engordarem durante o tratamento e observaram o aumento do apetite como reação desta substância.

Algumas pessoas relacionam a redução da ansiedade à redução do peso, mas isso nem sempre acontece. É importante dizer que a fluoxetina é um medicamento controlado, vendido sob prescrição médica e com retenção da receita e não deve ser usada como um regulador de apetite (nem para inibir e nem para estimular).

Lembramos também que como todo medicamento, a fluoxetina causa outros efeitos colaterais.

Dá sono?

Assim como acontece de algumas pessoas sentirem o apetite aumentar enquanto outras sentem ele reduzir, o uso de Fluoxetina pode causar distúrbios no sono, podendo se apresentar em forma de insônia ou sonolência.

Como o Cloridrato de Fluoxetina pode interferir no sono e na capacidade de julgamento, pensamento e ação, os pacientes devem evitar dirigir veículos ou operar maquinário até que tenham certeza de que seu desempenho não foi afetado.

Quais são os efeitos da Fluxetina?

Além dos distúrbios do sono e da alteração do apetite, outras reações adversas podem ocorrer com o uso da fluoxetina. Esses sintomas são os mais frequentes:

  • Nervosismo;
  • Náuseas;
  • Boca seca;
  • Diarréia;
  • Fraqueza;
  • Astenia (perda ou diminuição da força muscular);
  • Tremores incontroláveis;
  • Diminuição da libido ou dificuldade com desejo sexual;
  • Fadiga;
  • Sangramentos ginecológicos;
  • Coceira;
  • Suor excessivo.

Fluoxetina

Além desses, você deve ficar atento à aparição de reações mais graves, como dores nas articulações, dificuldade para respirar ou engolir, febre, confusão mental, distúrbios nos batimentos cardíacos, ver coisas ou escutar vozes que não existem (alucinações), convulsões ou inflamação no rosto, garganta, língua, lábios, olhos, mãos, pés e tornozelos.

Também existem relatos de ocorrerem pensamentos suicidas, que podem desaparecer com a diminuição da dosagem ou na troca da medicação. A possibilidade de uma tentativa de suicídio é característica comum de quadros depressivos e de outras desordens psiquiátricas, e assim como acontece com pacientes que tomam outros medicamentos antidepressivos que tem atividade farmacológica semelhante, casos isolados de ideação e comportamentos suicidas foram relatados durante o tratamento com o cloridrato de Fluoxetina ou logo após a interrupção do tratamento. Não deixe de relatar o aparecimento dessas reações ao seu médico.

Quando a Fluoxetina é administrada na dosagem correta, os seus resultados são muito positivos, e seus benefícios vão muito além de ser apenas um antidepressivo:

  • Melhora a qualidade e os horários do sono;
  • Melhora o estado de ânimo (estabilidade do humor);
  • Mais energia;
  • Melhora a atenção e concentração

Causa dependência?

Algumas pessoas têm medo de tomar medicamentos como os antidepressivos, porque além do preconceito relacionado às doenças psiquiátricas, muito se ouve falar sobre a dependência que alguns medicamentos podem causar. Uma pesquisa mostrou que inibidores seletivos da recaptação da serotonina (como a Fluoxetina) não produzem dependência, mas podem surgir alguns sintomas de descontinuação.

Sintomas de descontinuação são sintomas que ocorrem após a retirada ou redução da dose de uma medicação. Os sintomas da descontinuação do uso de medicamentos como a Fluoxetina são diversos, sendo mais comum o paciente apresentar mal-estar generalizado, náuseas, cefaléia, letargia, ansiedade, parestesias, confusão, tremores, sudorese, insônia, irritabilidade e distúrbios de memória. Esses sintomas não indicam dependência a Fluoxetina e são reversíveis pela reintrodução da medicação ou com a indicação de outro medicamento.

Recomendamos para você:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *