Ginecomastia: Saiba mais sobre essa disfunção corporal e tire suas dúvidas sobre a cirurgia!

0
Ginecomastia: Saiba mais sobre essa disfunção corporal e tire suas dúvidas sobre a cirurgia!

Os homens estão cada vez mais vaidosos e a procura por procedimentos cirúrgicos e tratamentos para diversas causas estéticas são cada vez mais recorrentes. A ginecomastia se caracteriza pelo inchaço do tecido mamário em homens e essa desordem acontece decorrente de uma disfunção dos hormônios estrogênio e testosterona.

Quer saber o que é? o que causa, sintomas e tantas outras informações sobre a ginecomastia? Então não deixe de ler esse post! Vamos lá?

O que é a ginecomastia?

A ginecomastia é um tipo de neoplasia que atinge os homens, ou seja, é um câncer de mama que pode ser benigno ou maligno. Ela causa o crescimento exagerado das glândulas mamárias, podendo atingir uma ou as duas mamas. Quando o crescimento das mamas ocorre apenas por acúmulo de gordura, ela é chamada de lipomastia.

Os hormônios testosterona e estrogênio controlam as características masculinas e femininas desenvolvidas no corpo, havendo uma desordem desses hormônios pode ser que haja também uma desordem na forma que o corpo se desenvolve.

Esses fatores podem levar ao desenvolvimento da ginecomastia e qualquer pessoa do sexo masculino pode apresentar esse mal, não importando se é bebê ou adulto.

Geralmente a ginecomastia não é um problema sério de saúde, pois é apenas uma alteração nos hormônios masculinos. Contudo ela afeta seriamente a auto estima dos homens que a possuem, podendo causar dor e desconforto em alguns casos mais graves.Ginecomastia

O que causa esse problema?

A ginecomastia é um problema que atinge os homens sem importar a idade e diversos fatores podem desencadear essa desordem. Alguns fatores que podem causar são;

  • Medicamentos para o coração como o Lanoxin;
  • Medicamentos para úlcera como o Tagamet HB;
  • Antibióticos, ansiolíticos como o Valium;
  • Medicamentos para tratamento da AIDS;
  • Uso de esteroides anabolizantes;
  • Drogas e álcool;
  • Drogas como anfetaminas, álcool, heroína e cocaína;
  • Má nutrição, cirrose e falha dos rins;
  • Hipotireoidismo e tumores;

Ginecomastia

Primeiros sintomas de ginecomastia

É importante observar as mudanças no corpo para iniciar o tratamento o mais cedo possível.

Alguns sintomas da ginecomastia são:

  • Acúmulo de gordura nas mamas
  • Dores e sensibilidade na área afetada
  • Fluxo de leite
  • Coceira na região
  • Aumento das mamas de forma anormal

Caso você observe essas mudanças no seu peitoral, vá imediatamente ao médico para fazer o tratamento correto.

Quando a ginecomastia pode ocorrer?

Essa alteração pode ocorrer em todas as fases da vida e cada uma delas possui um motivo especifico para a incidência da disfunção.

  • Ginecomastia em bebês: Mais de 50% dos bebês nascidos possuem sintomas de ginecomastia e isso se deve a alta carga de hormônio feminino trazida da mãe. O problema é comum e tende a sumir em até 4 semanas depois de nascido.
  • Na adolescência: A ginecomastia ocorrida devido a desordem na produção de hormônios durante a puberdade é relativamente comum. Não sendo necessário tratamento em todos os casos, o problema tende a desaparecer com no máximo dois anos.
  • Em homens: Volta a ocorrer por volta dos 50 anos e é tida como natural, não precisando obrigatoriamente de uma cirurgia.

Para os casos que fogem do padrão hormonal, os primeiros sintomas são dores nos peitos e mamilos e com o passar do tempo, crescimento do volume nessa região.

Como é a ginecomastia de grau 1?

ginecomastia grau 1

Esse grau do problema é conhecido popularmente como “bico do peito” pois atinge homens com pouca gordura corporal. Os sintomas são uma auréola muito brilhante e com excesso do mamilo se projetando para fora. Ela costuma atingir homens entre 15 e 25 anos e dá ao mamilo uma aparência de inchado.

O tratamento para esse grau é bem simples e eficiente, através da remoção cirúrgica do tecido da mama. Os resultados são rápidos e podendo ser realizado com pequenas incisões.

E os outros graus? 2, 3 e 4?

O tipo 2 dessa alteração nas mamas atinge homens de 20 a 30 anos e pode ser por acúmulo de tecido adiposo, fibroso, do tecido glandular ou dos três. Já os outros graus são mais difíceis de serem identificados apenas observando, é necessário ir ao médico para fazer o diagnóstico correto.

A aparência de cada grau fica similar à imagem abaixo:

graus ginecomastia

E esse problema tem tratamento?

Sim, tem tratamento e ele pode ser realizado através de medicamentos que tendem a controlar a produção de hormônios pelo organismo. Alguns medicamentos recomendados  nesse caso são:

  • Suplemento de testosterona: Usado em homens que possuem deficiência desse hormônio, a suplementação com testosterona ajuda a acabar com o problema.
  • Clomifeno: Medicamento utilizado por mulheres que não conseguem engravidar, o clomifeno também funciona.
  • Danazol: Medicamento utilizado para tratar endometriose, se mostra eficaz no tratamento também.

Fique atento, os tratamentos através de medicamentos são mais efetivos nos casos em que a ginecomastia esteja nas fases iniciais. Depois que o peito já está com a formação protuberante de tecidos cicatrizados, o medicamento não possui efetividade.


➦ Clique aqui para saber como aumentar os níveis de testosterona no corpo naturalmente!


Como é a cirurgia para ginecomastia?

Além da opção medicamentosa para as fases iniciais da ginecomastia, para aqueles que possuem o problema a mais tempo, a cirurgia plástica é uma ótima opção. Existem dois tipos de cirurgia que deve ser escolhida conforme cada caso especifico.

  • Lipoaspiração

No caso de o problema não ser relacionado a um câncer benigno, ou seja, caso seja apenas um acúmulo de tecido lipídico na região, a opção indicada pelos médicos é a lipoaspiração, em que é retirada toda a gordura local.

  • Mamoplastia

A mamoplastia redutora para ginecomastia é eficiente por proporcionar a redução do tamanho e formato da mama através de processo cirúrgico invasivo. Essa cirurgia é indicada somente nos casos em que outros métodos não funcionaram.

  • Mastectomia

A mastectomia pode ser realizada parcialmente, em que é removido o tumor sem a necessidade da retirada total da mama.  A mastectomia possui um procedimento menos invasivo que a mamoplastia, pois pode ser realizada apenas através de pequenas incisões no tecido, pela endoscopia.

Qual é o preço das cirurgias?

O valor da cirurgia varia de acordo com o grau do problema e se ele é unilateral (atinge somente uma mama) ou bilateral (atinge ambas).

O preço pode ser de R$ 1.000,00 a R$ 4.000,00, também variando de um profissional para o outro, que pode ultrapassar esses valores. Além disso, há outros valores opcionais ou não inclusos nessa conta como as diversas consultas ao médico para acompanhamento, a anestesia e remédios de pós-operatório, portanto o valor acaba sendo salgado.

O SUS cobre a cirurgia?

O SUS cobre a cirurgia para correção da ginecomastia em casos que a pessoa tenha a saúde ameaçada pelo problema. Dentre os procedimentos que se enquadram no SUS, existem dois casos em que ela é feita.

Nos casos de hipertrofia da mama e nos casos de ginecomastia causada pelo uso continuo de medicamentos anti-retrovirais, geralmente usados no tratamento em caso de contaminação pelo vírus HIV.

Caso você apresente os sintomas, não deixe de procurar o seu médico. A opinião profissional é decisiva para um diagnóstico preciso.

Como é o antes e depois da cirurgia?

Separamos algumas fotos para mostrar como os resultados da cirurgia para ginecosmatia são eficientes, tanto nos casos bilaterais quanto em uma só mama, confira!

ginecomastia antes e depois

Como você pode ver, ao melhorar a aparência das mamas, até mesmo a postura do paciente parece melhorar.ginecomastia antes e depois

E o procedimento pode ser realizado para todos os graus do problema, não deixando cicatrizes muito grandes.ginecomastia antes e depois

O paciente nota a suavização do aspecto feminino das mamas, podendo ter sua vida normal de volta.ginecomastia antes e depois

E até mesmo nos casos em que a ginecomastia atinge somente uma mama, a correção é realizada com tamanho cuidado que é quase imperceptível a redução, igualando o aspecto das mamas.ginecomastia antes e depois

E após a cirurgia é indicado realizar mais exercícios físicos para fortalecer o peitoral.ginecomastia antes e depois

E ai gostou do texto? Que tal deixar seu comentário? Adoraríamos responder!

Você Também Irá Curtir

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *