Glaucoma: O que é? Quais são os tipos? Quando fazer a cirurgia? Como tratar?

0
Glaucoma: O que é? Quais são os tipos? Quando fazer a cirurgia? Como tratar?

O glaucoma é uma doença ocular que é responsável por causar cegueira em diversas pessoas. É provocado pelo aumento da pressão intraocular que causa traumas no nervo ocular e como resultado, o prejuízo no campo visual. Caso a doença não seja tratada de forma correta, pode acarretar problemas sérios.

Existem quatro tipos, o congênito,secundário, de ângulo aberto e o de ângulo fechado. Geralmente, a doença não apresenta sintomas no início, mas alguns sinais podem ser observados além da perda da visão como dor na região ocular e vermelhidão.  Continue lendo esse artigo e tire as suas dúvidas.

O que é o glaucoma?

O glaucoma é um grupo de muitas doenças oculares diferentes que causam prejuízos ao nervo óptico e eliminação do campo visual. Essa perda pode ser provocada por uma elevação da pressão do olho ou uma variação do volume de sangue no nervo ótico.

Trata de o segundo maior responsável por cegueira em todo o mundo, perdendo somente para catarata.  

E se for congênito?

O glaucoma congênito é uma patologia genética, ou seja, a criança já nasce com o problema que foi herdado da mãe no decorrer da gravidez. É identificado por globos óticos inchados e córneas embaçadas.

No entanto, esse tipo é classificado como raro e quando diagnosticado é preciso procurar ajuda de um médico o quanto antes. Em alguns casos, é necessário realizar a  cirurgia para resolver o problema.

olho com glaucoma

Quais são os sintomas do glaucoma?

Consiste em uma doença que progride de forma lenta no decorrer de anos e logo no começo, pode ser assintomática, ou seja, não apresentar sintomas. No entanto, alguns sintomas podem aparecer, como por exemplo, a perda visual. No começo, a perda é branda e pode passar despercebida pela pessoa e somente por uma análise médica é possível detectar perdas mais severas.

Assim, o campo visual vai se estreitando de modo progressivo, escurecendo a visão no centro e por fim, aumentando a cegueira do olho atingido. A perda visual provocada pelo glaucoma não pode ser revertida.

Outros sintomas também podem aparecer como: dor nos olhos, redução da visão, olhos vermelhos e olhos inchados.

CID

Para quem recebeu o diagnóstico de glaucoma, existe a perspectiva de ganhar o auxílio-doença de acordo com o CID 10 H40, comprovado com atestado médico. Confira a lista de CID:

  • Suspeita – H40.0;
  • Glaucoma primário de ângulo aberto – H40.1;
  • Primário de ângulo fechado – H40.2;
  • Glaucoma secundário a traumatismo ocular – H40.3;
  • Secundário a inflamação ocular – H40.4;
  • Glaucoma secundário a outros transtornos dos olhos – H40.5;
  • Secundário a drogas – H40.6;
  • Outro – H40.8;
  • Sem especificação – H40.9.

O atestado precisa estar especificando a incapacidade para o trabalho.

Como tratar o glaucoma?

O glaucoma é uma doença incurável, no entanto, existem muitos tipos de tratamento para que a perda ocular seja controlada. Dessa forma, depende do tipo de glaucoma, o tratamento pode ser realizado através de remédios ou cirurgias.

Na maioria dos casos, é receitado colírio e às vezes mais de um, além de comprimidos para baixar a pressão dos olhos. O tratamento vai depender da gravidade da doença, idade, densidade da córnea e histórico familiar.

exame de vista

Quando fazer a cirurgia?

Quando a pressão ocular não é reduzida com a utilização de remédios, a cirurgia pode ser recomendada. Existe a cirurgia tradicional onde é aberto um canal para a passagem de líquido ocular, e existe a cirurgia a laser para destampar a trabécula, permitindo a drenagem natural do líquido ótico.

Quais os tipos de glaucoma?

Existem quatro tipos de glaucoma, entre eles:

Primário de ângulo aberto

É o tipo mais frequente da doença e sempre começa sem dar sinais levando muito tempo para provocar perda visual evidente. Esse tipo muitas vezes é causado pelo impedimento da drenagem do humor aquoso ocular.

Glaucoma de ângulo fechado

Já de ângulo fechado, é identificado pelo crescimento acelerado da pressão intraocular. Pode ser causado por remédios para dilatar a pupila, por uma lesão sem penetração ou por causa de algumas doenças, que são fatores de risco para essa doença.

E ainda, pode provocar a perda da visão totalmente em algumas horas, se o paciente tiver uma crise. Por isso, ele é tido como uma condição emergencial.

Afinal, tem cura?

Não, infelizmente o glaucoma é uma doença que não tem cura. Mas, há tratamentos para controlar o problema ou para atrasar a cegueira. Por isso, é tão importante realizar exames de rotina, para identificar possíveis problemas e começar o tratamento logo.

Tem dúvidas sobre o glaucoma? Deixa o seu comentário.

Recomendamos para você:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *