Malária: Descubra os MITOS e VERDADES dessa grave doença!

0
Malária: Descubra os MITOS e VERDADES dessa grave doença!

Falar em malária é, praticamente, pensar em uma doença extinta, que está bem longe de voltar a contaminar pessoas no Brasil. Porém, essa não é realidade. Se não tomar cuidado, a malária pode voltar com tudo e causar muitas mortes por todo o país.

Alguns casos atuais da doença já foram descobertos no norte do Brasil. É preciso agir com rapidez e eficiência para acabar com esses focos, tratar as pessoas contaminadas e evitar que a malária se espalhe pelo território nacional.

Nos próximos tópicos você vai entender o que é a malária, por qual motivo ela é tão perigosa assim, as suas causas, sintomas, tratamentos e todas as informações necessárias para você se prevenir dessa grave doença. Veja!

Ciclo

A malária é uma doença causada por um parasita chamado de Plasmodium e que é transmitida por meio da picada de mosquitos infectados. Embora se pense o contrário, a malária é ainda muito comum, principalmente em países tropicais e mais pobres.

Na África subsariana, que fica abaixo do deserto do Saara, por exemplo, várias populações sofrem com a epidemia dessa grave doença. No Brasil ela também já foi motivo de desespero, mas há anos são bem raros os casos por aqui. Porém, não se pode bobear e relaxar. Todo cuidado é pouco para que ela não se torne uma epidemia novamente.

O ciclo dessa doença acontece quando uma mosquito infectado pica  um ser humano, e os parasitas entram no sangue. Com apenas 30 minutos eles infectam o fígado. Entre 6 a 9 dias eles saem do fígado e entram na corrente sanguínea, onde invadem os glóbulos vermelhos, fazendo com que os glóbulos  aumentem de tamanho, explodam e liberem milhares de parasitas que invectam outras hemácias.

É nessa hora que a pessoa infectada começa sentir os sintomas da doença. Quando outro mosquito pica essa pessoa, começa um novo ciclo.

malaria

📌📌📌 LEIA MAIS CONTEÚDO: No texto sobre a Febre Amarela!!

Sintomas da malária

Os primeiros sintomas da malária que ocorrem, praticamente, com qualquer pessoa infectada são a febre, os calafrios e as tremedeiras. É fato! Se você teve esses sintomas juntos, vá fazer os exames imediatamente que existem grandes chances de estar infectado com malária.

Além disso, ela causa dor de cabeça, nas articulações, náusea, vômito, suor intenso, dor abdominal, tonteira, fadiga e falta de apetite. A malária ataca o fígado e causa anemia grave, hepatite, cirrose e a morte dos pacientes que não tratam devidamente a doença.

A malária também pode se espalhar pelo corpo da pessoa, como se fosse um câncer em metástase, chega até no cérebro em algumas situações. Isso gera outros sintomas, como a dificuldade de respirar, a insuficiência, renal, a icterícia, a pressão baixa, uma fraqueza extrema e até convulsões.

Tratamento

O tratamento da malária precisa ser rápido, antes que ela fique incurável. Por isso, assim que tiver os sintomas faça os exames e, se morar em áreas de risco, sempre vá ao médico e faça os exames mesmo sem sintomas.

A malária pode ser assintomática e isso é um risco ainda maior, porque quando descoberta pode ser tarde demais.

O tratamento é feito com o uso de remédios que atacam o parasita ou os parasitas da malária. Isso mesmo, pode ser mais de um. A escolha do medicamento e da quantidade que será tomada pelo paciente é definida pelo médico por meio de algumas análises, como o tipo de parasita, a idade da pessoa, a gravidade da infecção e se a paciente está grávida.

Prevenção

Existem diversas formas de prevenir a malária e todas elas devem ocorrer em conjunto. A maioria é individual, ou seja, você precisa só de si mesmo para se livrar dessa grave doença.

A primeira dica é ficar longe de áreas perigosas, com muita mata, rios, lagos. O mosquito pica, normalmente, no fim da tarde e ao amanhecer, também tome cuidado com isso.

Use sempre roupas de manga longa e calças, quando for a alguma área de risco. Além de repelentes com a substância chamada de DEET que tenha concentração de 30% a 35%. Ele age por cerca de cinco horas.

Grávidas e crianças precisam usar o repelente com base em Icaridina. Se for dormir em um local perigoso, use mosquiteiros, telas e cortinas nas janelas, nas portas e na sua própria cama.

Essas são as formas mais eficazes de prevenir a picada do mosquito, mas pode ser que mesmo com isso tudo ele consiga te picar. Caso isso ocorre, faça o tratamento mais rápido possível para conseguir a cura.

Não existe vacina para malária. Pelo menos ainda não. Ela está em fase de estudo e pode ser que nos próximos anos já esteja sendo aplicada em áreas de real perigo.

📌📌📌Você sabe o que é  MAYARO? CLIQUE AQUI e confira todas as informações!

Agente etiológico

Agente etiológico é o nome dado ao parasita da malária. Ele é o Plasmodium, mas existem vários tipos de Plasmodium e a pessoa pode ser infectada por um ou por vários deles.

Malária no Brasil

malária no Brasil

Os casos de malária em algumas regiões do Brasil cresceram em 50% de 2016 para 2017. Isso acende um grande alerta para a população, principalmente que vive no norte do país.

O problema tem piorado por diversos motivos, um deles é o corte de gastos com saúde,  que vai reter investimento nessa essencial área. Isso tornou o Programa de Combate à Malária completamente ineficaz, além do esquecimento por parte do poder público de evitar o aparecimento dessa doença, por conta da prioridade em outras causadas por mosquitos, como a zika e a dengue.

Este texto é muito importante para que todos conheçam sobre os perigos da malária. Se puder e quiser, compartilhe-o nas suas redes sociais!

Você Também Irá Curtir

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *