Síndrome de Down: Entenda o que é, causas, como diagnosticar e os tratamentos mais indicados!

0
Síndrome de Down: Entenda o que é, causas, como diagnosticar e os tratamentos mais indicados!

No mundo inteiro, há dezenas de anos, há movimentos em prol das pessoas entenderem e conhecerem melhor a Síndrome de Down e as pessoas que possuem essa característica. É uma forma de acabar com o preconceito, já que o fato de ser Down se tornou uma forma pejorativa de chamar outras pessoas.

Nos tópicos a seguir você vai ter todas as informações para entender, de uma vez por todas, o que é a Síndrome de Down. Assim, o conhecimento vem e o preconceito vai embora, consequentemente. Confira!

O que é a Síndrome de Down?

A Síndrome de Down é uma característica humana causada pelo surgimento de um cromossomo a mais na formação do feto que se tornará uma criança. Os cromossomos são divididos por números, no caso do Down esse cromossomo a mais aparece no de número 21.

O comum é nascerem apenas dois cromossomos por número, sendo pares. No caso do 21, ele pode ser três e a pessoa que nasce com 3 cromossomos 21 tem Síndrome de Down.

A grande questão não tem a ver com a parte cromossômica, mas como esses seres humanos devem ser tratados. As pessoas com essa síndrome tem uma vida normal, personalidade, podem estudar, trabalhar, namorar, fazer o que bem entenderem, não há dificuldade alguma.

A única diferença é que elas possuem uma dificuldade um pouco maior de aprendizado e uma diferença física para as chamadas pessoas comuns que é mínima perto do tanto que elas são inteligentes, emocionais e felizes.

Quais são as causas?

menina com síndrome de down

Não se sabe ao certo o motivo do cromossomo 21 ter a possibilidade de ser um trio e não um par, mas existem alguns dados importantes. A formação cromossômica ocorre no momento da concepção, então desde o início já se sabe se a criança terá ou não Síndrome de Down.

Outra questão é que as pesquisas mostram que mães com mais de 35 anos tendem a ter maior possibilidade de criar um trio de cromossomos no 21 e gerar crianças com Down. Os dados mostram, por exemplo, que uma mãe com 30 anos tem 1 chance em mil de ter um filho com a síndrome, enquanto uma de 35 anos essas chances caem para de 1 em 400 e assim por diante com o passar da idade.

Quais são os sintomas?

Síndrome de Down não é uma doença, logo não tem sintomas. O que se pode ver são características diferentes que a pessoa tem. A formação do rosto é bem específica, o corpo também tem uma formação diferente, são menores, com membros menores.

Além disso, as pessoas com a síndrome também possuem uma pequena dificuldade de aprendizagem que pode ser solucionada com o passar do tempo, com carinho, compreensão, paciência para ensinar e fazer com que essa criança se torne um adulto comum como qualquer outro.

Algumas pessoas com Down possuem mais dificuldades que as outras, mas todas têm total capacidade para conseguir ter uma vida como qualquer outra pessoa, estudando, trabalhando, vivendo, como deve ser.

Há também alguns problemas de saúde física que algumas pessoas com Down podem ter: apneia do sono, refluxo, otites, disfunções da tireoide, sobrepeso e questões cardíacas e respiratórias. Tudo tratável para que a criança e o futuro adulto tenha uma vida comum.

Como diagnosticar a Síndrome de Down?

mãe com filha com síndrome de down

Durante a gestação já é possível saber se o bebê vai nascer com um cromossomo a mais no 21. Nos exames de ultrassom, por exemplo, em que o rosto já está mais formado, dá para perceber as características de alguém com Down.

Há também testes genéticos que são feitos com a mãe ainda grávida que conseguem definir se a criança vai nascer ou não com um cromossomo a mais.

Tratamentos

Existem tratamentos específicos para algum problema que a criança ou adulto com Down possa ter, principalmente relacionado às questões de formação de sistema cardíaco, gástrico e respiratório. São tratamentos comum e que resolvem a vida da pessoa.

Além disso, há também a necessidade de um maior cuidado na aprendizagem dessas crianças para que elas tenham uma educação libertadora e transformadora. Essa educação é feita pelos próprios pais, professores, pedagogos, fonoaudiólogos, psicólogos e outros profissionais.

Tem como prevenir?

A Síndrome de Down não é uma doença, então não tem como prevenir. O que se pode fazer é ter filhos mais cedo, antes dos 35 anos que as chances são menores.

Se tiver gostado deste texto que explica e tira todos os preconceitos sobre a Síndrome de Down, compartilhe-o nas suas redes sociais!

Você Também Irá Curtir

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *