Trombose: O que é? É transmissível? Tem cura?

0
Trombose: O que é? É transmissível? Tem cura?

A trombose é uma doença comum que afeta cerca de 150 mil pessoas por ano no Brasil. Afeta geralmente pessoas idosas e mulheres, o que costuma gerar uma grande preocupação. Você já conhece tudo sobre essa doença? Não? Pois então continue a leitura e contaremos tudo o que você precisa saber!

O que é a Trombose?

A trombose, conhecida no meio médico pelo nome de trombose venosa profunda, ou apenas TVP, é um coágulo que se forma no corpo humano. Ele costuma se formar nas veias profundas da parte inferior das pernas ou dos braços.

Quando há uma ferida o corpo normalmente cria um coágulo sanguíneo para estancar os sangramentos. Quando o coágulo se forma dentro dos vasos sanguíneos, um bloqueio da circulação se forma e o sangue não consegue retornar para o coração. Isto resulta em um inchaço da área afetada e dor nas pernas ou braços.

Quais os sintomas da trombose?

Foi observado que em pelo menos em metade dos casos estudados a doença não apresenta sintomas. Mas como não é incomum que as pessoas apresentem sintomas, vamos mostrar quais são apara que você fique por dentro:

  • Dor nas pernas: Esse é o sintoma mais comum apresentado. A panturrilha geralmente é o lugar mais afetado.
  • Sensação de queimação na região onde há o coágulo.
  • É possível observar uma mudança na coloração da pele na região afetada, geralmente ela fica azulada ou então avermelhada.
  • Observa-se também um edema (grande inchado) na região que foi afetada.

Quais as causas da trombose?

Segundo estudos foi observado que a trombose pode ser causada por diversos motivos, entre eles a hipertensão, a obesidade, o sedentarismo, tabagismo, gravidez, estresse, diabetes, traumatismos, alguns procedimentos cirúrgicos e o uso de pílulas anticoncepcionais são alguns fatores que favorecem o aparecimento de processos trombóticos vasculares.

Quais os tipos de trombose existentes?

Atualmente dois tipos de trombose são conhecidos, sendo eles:

  • Trombose venosa: É quando a trombose é causada por um coágulo que se desenvolve na veia. Ela ocorre em 90% dos membros inferiores com maior frequência para a perna esquerda e os 10% restante afeta os membros superiores, pelve, cavidade abdominal, torácica, cabeça e pescoço.
  • Trombose arterial: É quando um coágulo de sangue se desenvolve em uma artéria. Se a trombose arterial vier a ocorrer nas artérias coronárias (que irrigam o miocárdio, tecido do coração) isso pode resultar em um ataque cardíaco. A trombose arterial também pode ocorrer na circulação cerebral, podendo causar um acidente vascular cerebral (AVC) ou limitar a oxigenação para os outros órgãos.

Como é feito o diagnóstico?

Na primeira consulta, o médico fará algumas perguntas e vai querer saber sobre o seu histórico familiar. Fará também um exame físico, mas a primeira vista é extremamente difícil se afirmar com certeza o que o paciente tem. Os exames que geralmente são solicitados para o diagnóstico são:

  • Um ultrassom, pois com ele é possível identificar onde estão localizados os coágulos de sangue.
  • Exame de sangue, para identificar se há alguma substância que facilite a coagulação.
  • Venografia, que é um exame onde é injetado no paciente uma substância que facilita a localização de locais com coágulo. É um exame pouco realizado, pois é considerado muito invasivo.
  • Tomografia computadorizada e/ou ressonância magnética. Estes dois exames permitem ver com nitidez os vasos sanguíneos e assim é possível identificar as coagulações. São exames voltados aos casos de embolia pulmonar.

Existe cura ou tratamento?

Atualmente existe tratamento para a trombose. O tratamento consiste em repouso absoluto com o membro acometido elevado e um medicamento anticoagulante. Inicialmente será receitado um remédio injetável e assim que possível será substituído por um medicamente de dose oral.

Existe também os tratamento com os trombolíticos. estes medicamento são a alternativa para quando os anticoagulantes não apresentam um bom resultado ou o paciente desenvolve complicações durante o tratamento, tal como embolia pulmonar*. O tratamento com este tipo de medicamento dura sete dias e durante este tempo o paciente deve ficar internado.

*Embolia pulmonar: Obstrução súbita de alguma artéria pulmonar, geralmente por coágulo de sangue.

Em último caso, se o tratamento com os remédios não funcionar, o mais indicado é que o paciente seja encaminhado para uma cirurgia. A cirurgia funciona da seguinte forma: a cirurgia retira o coágulo existente nos vasos das pernas, ou então é colocado um filtro na veia cava interior. Desta forma, os coágulos não conseguem alcançar o pulmão, o que evita uma possível embolia pulmonar.

Quais são os sinais de melhora da trombose? E de piora?

Os sinais de melhora da trombose costumam ser observados logo após o início do tratamento. Os sinais são diminuição da vermelhidão da área afetada e também da dor. Já o inchaço dos membros podem demorar algumas semanas para desaparecer, comumente sendo visto com mais frequência ao final do dia.

Já os sinais de piora aparecem devido aos deslocamentos do coágulos nos vasos sanguíneos. O paciente costuma apresentar dificuldades para respirar, dor no peito, tonturas, desmaio ou tosse com sangue. Se isso vier a acontecer, procure ajuda médica o mais rápido possível.

Para mais informações, assista a este vídeo e tire suas dúvidas:

Você Também Irá Curtir

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *