Vasectomia: O que é? É reversível? É possível fazer pelo SUS?

Vasectomia: O que é? É reversível? É possível fazer pelo SUS?

A vasectomia é um procedimento cirúrgico no qual os homens são submetidos ao processo esterilização, de uma maneira simplista, pode ser comparada com a ligadura de trompas no caso das mulheres. E para entender melhor como ela funciona, é fundamental saber algumas noções básicas da genitália masculina. Lembrando sempre que por se tratar de um processo delicado, muitas vezes esse procedimento é cercado de várias dúvidas, sendo as principais, Vasectomia: O que é? É reversível? É possível fazer pelo SUS?

É possível fazer vasectomia pelo SUS?

Afim de beneficiar aqueles homens que não possuem condições financeiras para arcar com todos os gastos que envolvem a vasectomia, é possível fazer a cirurgia gratuitamente através do Sistema Único de Saúde – SUS, e para ter esse direito assegurado é necessário ter mais de 25 anos, ou já ter tido pelo menos dois filhos, ao preencher esses requisitos, é necessário realizar o agendamento.

Os interessados em realizar a vasectomia pelo SUS precisam se dirigir a um posto mais próximo, e explicar a situação para a equipe médica de plantão, esse é o primeiro passo para que o agendamento posa ser feito.

E para evitar que haja arrependimentos, o candidato ainda precisa preencher um questionário e aguardar por um prazo mínimo de 60 dias, dessa maneira, a família terá tempo suficiente para decidir se a vasectomia é realmente necessária.

Se caso a decisão se mantenha após esse prazo, o homem é encaminhado para um hospital público onde será estabelecido um dia para a sua realização, vale ressaltar que a vasectomia funciona em 99% dos casos, e dificilmente irá ter algum tipo de complicação.

Como é feito o procedimento?

Os homens produzem os chamados gametas ou espermatozoides, responsáveis por fecundar o óvulo das mulheres, eles são “armazenados” nos testículos, mais especificamente dentro dos túbulos seminíferos.

Após serem formados completamente, os espermatozoides continuam a sua caminhada dentro do organismo e são direcionados até o epidídimo através dos ductos, a partir desse momento eles acabam adquirindo mobilidade.

Ao passar pelo processo de ejaculação, esses ductos acabam sendo os responsáveis por redirecionar os gametas masculinas até alcançar a uretra, após entender todo esse procedimento, é possível entender como a vasectomia age, pois se trata da retirada de partes de cada um desses ductos envolvidos nesse processo, sendo que as partes restantes poderão ser cauterizadas ou amarradas, o que faz com que se evite a sua recanalização.

Após passar por todos esses passos, os espermatozoides deixam de fazer parte integrante do sêmen, todo o procedimento de vasectomia dura em média vinte minutos, não sendo necessária a permanência no hospital, ou seja, a internação do paciente, a anestesia usada é a local, e logo depois de fazer a cirurgia, o homem já poderá se encaminhar para casa sem nenhum problema.

vasectomia

Vasectomia é reversível?

Uma informação importante é que apesar dessa cirurgia garantir que não haja mais riscos de uma gravidez, o casal precisará sempre usar algum método contraceptivo durante os primeiros dois meses após a vasectomia, pois existe a possibilidade de ainda haver algum espermatozoide. Vale ressaltar também que essa cirurgia não interfere de maneira alguma do volume do sêmen, nem na libido ou ereção.

Antes de optar pela vasectomia é muito importante que o casal converse e chegue a uma resolução comum, pois até existe a possibilidade de reversão, através da cirurgia de vaso-vasectomia, também conhecida como vasoanastomose, mas esse procedimento é extremamente delicado, e tem um custo muito elevado.

Além do mais, os resultados de algumas comprovam que a sua eficácia é considerada baixa, principalmente no caso dos homens que tenham feito a vasectomia já há algum tempo, portanto, caso o casal, ou o homem, tenha a certeza de querer fazer a reversão da vasectomia é importante conhecer todos os riscos envolvidos.

Como mencionado acima, todo o processo de vasectomia funciona como base os órgãos que fazem parte da genitália masculina, sendo que o principal objetivo é fazer com que o espermatozoide não fecunde o óvulo.

E para que isso não aconteça, uma série de procedimentos é realizada, onde parte dos ductos são retirados, e o restante são cauterizados ou amarrados, tudo vai depender da decisão da equipe que estiver fazendo esse procedimento, isso evita a sua recanalização.

Dói?

Uma das dúvidas que costuma assombrar aqueles que optam por fazer a vasectomia é saber se ele sentirá algum tipo de dor ou desconforto, muitos se perguntam, a vasectomia dói? A resposta é não, pois todo o procedimento é feito com o paciente sedado, portanto, ele não sentirá nenhum tipo de dor durante o procedimento.

O que pode ocorrer durante os primeiros sete dias é um inchaço nos testículos, e o local provavelmente ficará dolorido. Os 30 primeiros dias após a cirurgia, o paciente poderá fazer um exame para saber se ainda resta algum esperma no sêmen, no caso de um resultado positivo, outros testes serão realizados e se necessário, o paciente poderá retornar a mesa de cirurgia.

Confira este vídeo e tire todas as dúvidas sobre a vasectomia:

Você Também Irá Curtir

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...